19 março 2013

Texto: Acrobata da vida



Malhando como louca na academia da PUC-MG, diga se de passagem muito boa academia, me perguntaram se sou acrobata, pois estava fazendo uma série de exercício errados e da forma que minha postura estava, certamente já havia treinado ginastica olímpica.

Parei, respondi que sim! Sou acrobata dos momentos, no qual lutamos todos os dias, por algum objetivo. Sou acrobata quando resolvo um problema do meu cliente, amenizando o impacto disso na empresa, sem reconhecimentos, sem ganhos imediatos por isso.

Sou ginasta da vida que hoje em dia obriga-nos a conciliar, amor, profissão, malhação, amizade, atenção a família, isso tudo interligado a ser bonita, sofisticada, inteligente, metódica, parceira e feliz! O mais difícil de todos os movimentos é encontrar a felicidade em meio tanto saltos.

Não julgo os sorrisos alheios, somente espero que eles façam felizes o interior de corpo, pois as acrobacias da vida são eternas, com tombos e tropeços. O que não podemos deixar acontecer é deixar de aproveitar cada pirueta de nossa existência !


5 comentários:

  1. E com esse belo texto, espero que suas próximas acrobacias sejam pequenos saltos para um grande sucesso!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amigo, vindo de você é um elogio e tanto.

      Excluir
  2. Muito bom o texto. muita força para as "acrobacias" de sua vida!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você sabe bem quanto estão por vim. Obrigada!

      Excluir
  3. Parabéns pelo texto!!! Tá melhorando, hein?! Rsrsrsrs.
    Bjinhos. Poly.

    ResponderExcluir